Li e Recomendo



Antonio Demarchi
Espírito - Irmão Virgílio

   Crepúsculo de Outono além de conter as características comum em um livro de romance, revela também um pouco das curiosidades da doutrina espírita desconhecida e julgada por muitos. Particularmente sou fã de livros espíritas principalmente por mostrar o mundo através de um ângulo diferenciado, mágico e deslumbrante. Fatos que nos são apresentados em outras religiões pelas quais tenho o maior respeito, no espiritismo podemos conhecê-los de maneira simplificada que nos causa impressionante leveza de alma.
   Aqui, temas que levantam polêmicas em meio a sociedade como o do aborto é discutido de maneira que nos faz questionar no íntimo até quando abortar um feto é ou não a melhor saída, passamos a entender segundo essa obra as desvantagens causadas por esse ato agressivo para a vida humana, tanto na matéria como espiritualmente falando, é uma interrupção que vem a cortar temporariamente um ciclo que estava por se iniciar, digo, temporariamente, pois a interferência do Divino é tão perfeitamente exercida que através do reencarne as possibilidades de reparar os danos causados em vidas passadas são ofertadas para todos nós.
   O fato de praticar o bem nos adiciona bônus importantes que irão contar na reparação de nossos erros, a vida familiar também tem destaque, ao identificar os mais variados sentimentos presentes nos lares citados neste livro, como o amor, amizade, afeto, ódio, rancores, desentendimentos e mais. Enfim, aprendemos a importância de fazer o melhor para todos ao nosso redor, praticar o que nos foi passado através do evangelho é algo que se torna mais que necessário.

É como diz: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como si mesmo."


Livro - Violetas na Janela
Narrado pelo espírito "Patrícia" e psicografado pela Médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho.


  Mais um romance espírita, Violetas na Janela, ditado pelo espírito Patricia e psicografado pela médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho, através dele obtivemos informações importantes de como seria as dificuldades e os aprendizados básicos  de um ser após o desencarne, com uma narração bem clara sobre as curiosidades à respeito de como seria viver em uma Colônia, nos Postos de Socorros e de como é sofrida a saga dos espíritos que vagam pelo Umbral.
   Violetas na Janela nos faz perceber, como é fundamental viver cuidando plenamente de nossos corpos, nossas matérias, evitando alimentar vícios e procurando ajudar sempre que possível ao próximo, comportamentos relativamente simples, essenciais para ajudar-nos a obter a tão sonhada e desejada paz de espírito após o desencarne.



Livro - Vivendo no Mundo dos Espíritos
Narrado pelo espírito "Patrícia" e psicografado pela Médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho.


   Confesso que jamais imaginaria conhecer tanto sobre o mundo dos espíritos como agora estou conhecendo, pra ser sincero está sendo muito bom, não estou simplesmente gostando, estou amando, apesar de ser um assunto tão pouco discutido, o mundo dos desencarnados tem os seus mistérios, muitos revelados pela Doutrina Espírita que vem rasgando o véu que vendava meus olhos, incapazes de enxergar muito além da matéria. Estou aprendendo o que devo e o que não devo fazer de uma maneira tão respeitadora para com as minhas particularidades, que me fascina.
   Anseio aprender muito mais, desejo minimizar os meus erros, lutar contra os meus vícios e me relacionar mais com o evangelho, que por mim ainda é pouco conhecido. Mas, não tem coisa melhor do que você colher os frutos por ter contribuído de forma benéfica com alguém ou com algo, agir de forma correta e honesta sem esperar algo em troca são coisas que acabam despertando em nós a sensação de que temos a possibilidade sim de vencer as tentações que circulam pelo mundo material que nos deixam tão presos e iludidos. Enfim, são grandes e importantes coisas que Vivendo no Mundo dos Espíritos me ensinou!




Livro - A Cabana
Autor William P. Young

   Pois bem, talvez seja um dos melhores livros que tenha lido ultimamente, A Cabana relata o sofrimento de um homem que enfrenta desde sua infância dificuldades, medos e angústias, sentimentos sombrios que os prendem dentro de seu próprio mundo, um mundo só seu, cheio de incertezas e desconfianças de amarguras e rancores, as agressões sofridas dentro de casa quando criança não era nada perto da grande tristeza que estava por aguardá-lo no futuro, a morte de uma filha acaba por trazer também a morte das poucas coisas boas que restavam dentro do seu coração, a família foi sua maior força incentivadora, aquela que o fez persistir e continuar vivendo dia após dia na esperança de momentos melhores.
   Em meio aquele caos que o cercava, ele não via, são sentia a presença do Criador em sua existência, Deus para Mack seria o que Deus é na cabeça de muitos irmãos, um ser supremo, de aparências e atitudes bem definidas e traçadas pela humanidade, só que num belo dia como se fosse por intermédio de um sonho ou não, os conceitos que Mack tinha a respeito da Divindade foram quase que totalmente reformulados e ele passou a sentir o amor proliferar novamente em seu meio, a alegria voltou, juntamente com o conhecimento dos efeitos de uma palavra tão pouco cogitada para aquele homem: O perdão.
   Mack sentiu o peso da responsabilidade do julgamento que carregou por anos ao declarar o assassino de sua filha como ser monstruoso e indigno de ser perdoado, ao mesmo tempo, sofria com a pergunta: Como o poderoso Pai não agiu para impedir para que Missy não sofresse com aquela terrível morte? Não bastasse isso, ele ainda se via culpado por não estar perto de sua filha e não poder salvá-la das mãos de quem no fim foi coadjuvante para que o nosso Mackenzie pudesse desfrutar de um encontro especial, mesmo que em circunstâncias tristes, mas, se assim não fosse, possivelmente aquele homem não saberia o poder da ação da santíssima trindade, e tão pouco poderia se aproximar de verdades nunca antes reveladas naquela misteriosa cabana.

Trecho do Livro: Jamais desconsidere as maravilhas de sua lágrimas, elas podem ser águas curativas e uma fonte de alegria. Algumas vezes são as melhores palavras que o coração pode falar.




Livro: A Outra Face do Amor
Autor: Américo Simões - Ditado por: Clara - Editora: Barbara

    O livro A Outra Face do Amor aborda esse sentimento de uma forma em que são destacados as diferentes nuances pelas quais somos submetidos quando somos dominados por essa chama ardente, aqui temos acesso à vários tipos de desfechos nesta obra na qual os personagens principais: Évora Soares, moça pobre de palavras e atitudes um tanto ingênuas e filha de uma empregada doméstica que trabalha na mansão dos Linhares em plena Avenida Paulista, se torna amiga de Verônica Linhares, filha dos patrões de sua mãe, amizade esta que perdura por anos, mais precisamente, desde a infância, quando esta amizade é colocada em teste uma vez que Évora Soares apresenta para Verônica Linhares o seu futuro noivo Wagner Calio com a intenção de que sua amiga lhe concedesse um emprego de jardineiro na mansão, para auxiliá-los na realização da cerimônia de casamento entre os dois.
   Reviravoltas são o que mais acontecem durante está história que lhe fará refletir sobre como existe a lei da ação e reação no mundo, lhe despertará fazendo-o perceber que os atos que praticamos em vida tem suas consequências e que nenhuma atitude negativa por tão pequena que seja, não deixa de trazer castigos severos para o nosso futuro.
   Vale a pena lê-lo e verás assim que nem sempre as relações amorosas terminam com um "viveram felizes para sempre", como de costume sonhamos, imaginamos e desejamos ter. Amar vai muito além! Para quem já viveu experiências como a do amor, sabe que em certas ocasiões somos colocados em verdadeiras provas de fogo. Viver altos e baixos, alegrias e tristezas, vitórias e derrotas sempre nos coloca no caminho de uma evolução maior.



Livro: De Volta À Cabana
C. Baxter Kuger, ph.D.
Editora: Sextante

   De Volta À Cabana se trata de uma reflexão profunda sobre A Cabana, este livro é de fundamental importância para entendermos melhor qualquer sinal de dúvida que possa ter ficado sobre a obra de William Paul Young, apesar de que acredito que para os leitores dessa maravilhosa publicação não tenha restado vestígios de dúvida alguma, apenas curiosidades.
   De Volta À Cabana deixa claríssimo a figura, a existência da Santíssima Trindade, explica de uma maneira simplificada o relacionamento de Papai, Jesus Cristo e Sarayu (Pai, filho e espírito santo) e o desejo incessante em buscar uma relação criada na base do amor, confiança, amizade e tudo de bom que possa existir com a humanidade, desejo este expressado com a vinda de Jesus Cristo num mundo diferente do que ele tem ao lado de seu pai e do espírito santo, diferente sim, mas, nem por isso criou algum tipo de surpresa naqueles que já nos conhecia demasiadamente ao ponto de oferecer total amor para com nós suas criações.
   O que mais me coloca a imaginar é qual seria o tamanho da relação que existe entre a Santíssima Trindade, é algo tão grande mais tão grande que não tem como definir, seria impossível, por mais que vivemos em comunhão total com essa divindade jamais chegaremos perto do que ocorre entre eles que faz de um morada do outro, não existiria um se o outro deles faltasse, embora essa igualdade de tratamento não faça dos três um só ser. Por mais que leia e releia A Cabana e De Volta À Cabana, ainda me perguntaria milhares de vezes se tudo é tão simples. Será que tudo o que aprendemos sobre Deus, o espírito santo e Jesus até os dias de hoje está errado? Criamos ou não uma imagem errada a respeito de suas ações e do que eles realmente são?Leia e reflita você também!

Trecho do livro pág 191...Nas palavras do Sr. Raven em Lilith, de MacDonald, "na verdade o negócio do universo é fazer com que você se torne tão tolo que acaba se dando conta disso, e então se torne sábio".



Livro: Nunca Desista De Seus Sonhos
Autor: Augusto Cury
Editora: Sextante

   Sinceramente achei que Nunca Desista De Seus Sonhos fosse apenas mais um auto-ajuda que ficaria jogado em minha gaveta pelo qual nunca teria o interesse de lê-lo, errei feio. Este livro é uma obra que vai muito além do que pensava, fico triste por ter descoberto Augusto Cury tardiamente, hoje faz parte das minhas pretensões continuar navegando por suas criações, me encantou a forma absurdamente perfeita que ele desenvolveu ao encaixar palavras atrás de palavras trazendo ao leitor a sua mensagem e muito do seu trabalho formulado em cima de teses que talvez escrito por outros não teria vindo em uma obra de tão fácil compreensão como foi passado aqui.
   Cury, lapidou em mim mais um interessado na busca de seus livros em lojas, livrarias e bibliotecas, o meu próximo sonho de consumo já está definido, quero muito ler a Inteligência de Cristo e estou louco para fazer mais uma pequena divida. (Rsrsrsrs), vou comprá-lo sem medo de me arrepender. Achei mais uma inspiração no mundo da literatura, achei mais um bem precioso nas prateleiras que tanto estou a procurar faminto por aprender e saciar-me com boas leituras.
   Abro espaço no Faz Parte de Mim para Nunca Desista De Seus Sonhos, afinal, coisas boas aqui sempre terão vez. Para quem deixou adormecer a sensação de sonhar, esta é a oportunidade que você tem para despertá-la e fazer aflorar os seus sonhos. Os sonhos nos direciona, nos incentiva, nos fortalece e concede uma razão para as nossas vidas. Viver sem sonhar é repousar na escuridão constante dos nossos pesadelos. Quer saber mais? Abra os braços e abrace este livro. Desistir de sonhar? Jamaaais! 


Trecho do livro pág 37: Ser feliz,do ponto de vista da psicologia, não é ter uma vida perfeita, mas saber extrair sabedoria dos erros, alegria das dores, força das decepções, coragem dos fracassos. Ser feliz neste sentido é o requisito básico para a saúde física e intelectual.

pág 55: Nos países desenvolvidos, como EUA, Japão, Inglaterra, Alemanha, há uma crise na formação de pensadores e de líderes idealistas. Por quê? Porque os jovens não tem grandes desafios para enfrentar, não têm obstáculos para superar, crises para vencer. Por terem poucos desafios sonham menos e têm menos compromisso social.



Livro: Nada É Por Acaso
Autora: Zibia Gasparetto
Editora: Vida e Consciência

   Movida por um plano um tanto audacioso Adele decide arriscar o que for preciso para não sair da presidência da empresa da família, uma vez que ela estava desenvolvendo bem o seu papel no cargo, tudo o que ela precisava era que sua filha Maria Eugênia ao lado do seu marido Henrique lhe desse um neto, seria simples se Maria Eugênia não fosse estéril. Nasce aqui a ideia de contratar uma jovem para ter esse filho junto a Henrique de uma maneira muito diferente do que conhecemos.
   Em contrapartida Marina moça simples de origem humilde batalha diariamente para ajudar a sua mãe nas despesas da casa no interior de São Paulo, almejando melhorar de vida e crescer profissionalmente Marina vai embora para capital, onde começa a trabalhar em pequenos escritórios de advocacia, que por sinal, logo percebera que não lhe ajudaria muito na realização de seus planos, por intermédio do destino a vida lhe apresentaria a Adele, Marina seria a mulher ideal para gerar esse filho que seria uma benção na vida de todos os envolvidos neste projeto.
   O plano deu certo, Marina teve esse filho, mas, tudo foi cuidadosamente planejado para que Marina não tivesse o conhecimento de quem iria ser os futuros pais daquela criança gerada por ela, ela receberia por dar a luz aquele filho "salvação", mas, tudo teria um sentido que no futuro seria esclarecido, os personagens ali envolvidos já teriam esse envolvimento em vidas passadas e mais tarde seria totalmente compreensível que aquilo tudo que acontecera deveria realmente acontecer, nos mostrando assim que nada nesta vida acontece realmente por acaso. Muitas emoções ocorrem e as peças aos poucos vão se encaixando montando assim o quebra cabeças que modificara para sempre a vida de todos.

Trecho do Livro (capa): Ventre de aluguel, canal de união, da mãe estéril um filho do coração.



Livro: Mahatma Gandhi ( 7ª Edição Ilustrada)
Autor: Huberto Rohden
Editora: Alvorada

   Ler o livro Mahatma Gandhi de Huberto Rohden me proporcionou viagens maravilhosas, voltei atrás no tempo e conheci bastante quem foi Gandhi, quem foi este homem pequeno de estatura e gigante de espírito. Reconheço que os meus conhecimentos sobre ele eram muito superficial, o básico do básico, ignorando desfrutar de grandes exemplos que pouquíssimos homens nos deixaram de heranças em um mundo tão carente de boas atitudes.
   Um homem que libertou a Índia do império britânico pela paz e não pela guerra, pelo amor e não pelo ódio, pela inteligência e não pela ignorância merece o nosso respeito. Gandhi até certo ponto de sua vida foi uma pessoa igual a nós mesmos, vivenciou os erros que acostumamos a cometer, mas, este maravilhoso ser estudou, desenvolveu em si uma força espiritual muito pouco vista entre nós seres humanos comuns, religiosos que desconhecem o comprometimento da alma.
   A Ahimsa e a Satyagraha foram duas armas que deram forma ao modo Gandhi de ser e de agir. Ahimsa era a não-violência em seus mais variados aspectos, a Satyagraha era o apego pelas verdades. O Mahatma (Grande Alma), como era chamado foi casado teve filhos, mas, viveu para ser líder de uma nação que vivia em momentos sofridos, pelas mãos de Gandhi passaram milhões, mas, este grande homem não tinha apego pelo dinheiro, nem por bens materiais, ele foi mediador usando desse recurso para melhoria de condições de vida do seu povo, ele se fez grande por pequenos gestos que não daria conta de contá-los.
   Através deste pequeno texto tão superficial quanto os meus conhecimentos sobre ele antes, espero que desperte em vocês o interesse de buscá-lo como inspiração para tornarem-se pessoas melhores. Talvez, depois deste livro nos perguntemos se tudo o que fazemos em nosso cristianismo seja tão confortador e libertador como realmente deveria ser, apesar desse oriental não ter se convertido ao cristianismo, ele viveu e praticou muito do que Cristo nos propôs, mais até do que milhares que se intitulam cristãos de fé, mas, ao mesmo tempo são fraquíssimos em alavancar suas espiritualidades. Vivendo e aprendendo na esperança de que nos tornemos cada vez mais Mahatmas. Eu indico!



Livro: Quarto De Despejo
Diário De Uma Favelada
Autora: Carolina Maria de Jesus
Editora: Ática

  Neste sábado (10/08/2013) com o despertar de um dia imensamente lindo, resolvi terminar de ler o livro que em uma palavra resumo como sendo uma obra impactante, de nome Quarto De Despejo / Diário De Uma Favelada, este livro me mostrou os prismas mais tenebrosos de se morar em uma favela, para muitos, pode parecer até piada, descrever dessa maneira a minha visão sobre a obra, confesso que não tenho maiores riquezas, nasci e fui criado na pobreza, mas com diferenças enormes comparando com o enredo que a vida da Carolina autora do livro presenciou e atuou como atriz principal de uma peça que para muitos parecem ser fictícia, mas, infelizmente fez parte da vida real de um alguém, para não dizer de muitos, como de fato aconteceu.
   A miséria constante naquela Favela do Canindé na cidade de São Paulo por volta da década de 50 à 60 foi narrada em um diário pessoal de uma moradora que observava com olhos da favela a própria favela, isto, foi fator determinante para notarmos o puro realismo nas palavras e nas emoções da narradora, que foi uma grande heroína por ter suportado aquilo tudo que a cercava, sem mencionar a responsabilidade que a mesma tinha para criar seus filhos em um local tão sub-humano como aquele descrito, sem que eles absorvessem tanto os exemplos aos quais eles eram submetidos.
   Penso, que no ano de 2013 as coisas diferenciaram bastante do passado, se Carolina estivesse viva até hoje, creio que ela julgaria a nossa pobreza atual como um certo luxo, embora as coisas não estão totalmente do jeito que a gente gostaria, não podemos discutir o fato de que houve uma melhora nas condições de vida, embora, sabemos que ainda existem pessoas nos dias atuais vivendo como a Carolina do passado, a vida naquela época parecia ser mais difícil, encontramos dificuldades no momento, talvez pelas criações de programas sociais dos governos a fome em nosso país está se tornando parte do passado, embora existe muito o que fazer para que esta seja erradicada no Brasil.
   Este livro da Carolina, gostaria de recomendar principalmente aos nossos governantes do presente, pois estes, mais do que certeza continuariam fazendo parte das escritas dela, ainda é grandioso o número de políticos que não tem comprometimento com a população que representam, uma pena, já que a maioria das pessoas que poderiam estar evoluindo com o passar do tempo, acabam caminhando para trás, e não desenvolvem a sua ética e a moral, ainda somos carentes de homens honestos na capital do país, vocês mais do que ninguém devem ler Quarto De Despejo / Diário De Uma Favelada quem sabe, tendo conhecimento das vítimas do passado e do presente criadas pelos seus descasos, e sabendo que muitos outros(as) ainda podem se tornar reféns desta realidade poderia ocorrer uma mudança nos atos de suas partes? Já seria um pequeno passo para buscarem alternativas visando melhorar as condições de vida dos moradores que ainda residem nesses espaços em pleno século XXI.



Livro: Canaã
Autor: Graça Aranha

   Canaã talvez tenha sido um dos livros mais complicados de entender, senti a presença de certo olhar antropológico durante a leitura, passado nas colônias de origens alemãs instaladas no interior do estado do Espírito Santo, me esforcei ao máximo para consegui entender essa história e me colocar no lugar daqueles que tinham uma visão de Brasil em uma época tão distante da minha.
   O livro nos faz questionar sobre os valores das civilizações e a importância da cultura de cada povo, em certos momentos, nos colocamos a pensar em relação á atrasos em vários sentidos se comparados aos países de origens daqueles que por algum motivo vieram construir ou até mesmo reconstruir suas vidas aqui no calor do povo brasileiro, podemos citar aqui a justiça nacional como exemplo de um campo que já vem sendo questionado desde muitos carnavais.
   Maria, vítima de uma sociedade conservadora e inescrupulosa tem sua vida totalmente arrasada, quando se torna alvo da mão de ferro desonesta dos homens de poder que governam e se sentem donos de um país que sofrem com estas atitudes que passam longe da prática do amor ao próximo, o pior de tudo o seu sofrimento, desalento e abandono são inspirações de um fato que ocorreu na vida real. Milkau personagem fictício da obra e a única coisa boa que acontecera na vida de Maria, provavelmente tenha sido um grande sentimental, que se vendo incapaz de lutar contra as injustiças do mundo, se destina a procurar eternamente pelo lugar onde reine a paz e a felicidade.
   Acreditando viver nesse lugar, Milkau se torna amigo e companheiro de Lentz, nutrindo pensamentos tão diferentes um do outro, que proporcionam grandes momentos de reflexões sobre política, economia, supremacia, dentre outros. São cogitadas algumas explicações para diferenças de desenvolvimento entre os países, vimos que esse conceito assim como muitos outros é algo relativo. Enfim, Canaã é um romance que se apoia sobre muitos problemas que pelo visto nasceram à muito tempo, mas que até hoje influenciam a vida de muitos brasileiros, não somente daqueles brasileiros e colonos que vivem naquela região em destaque, mas, na vida de todos nós que vivemos em um pedaço de terra de nome Brasil e não temos consciência dos problemas que nos cercam, nos são tão familiares e não damos merecido valor. 


 















Um comentário:

  1. Oi Gosta de ler ou de escrever? Estou convidando pessoas para participar de um fórum sobre livros, lá discutimos sobre livros que gostamos, que não gostamos, temos espaço para divulgar sua própria obra, enfim ele está no começo, mais estamos convidando para reunir pessoas que tem a mesma paixão que nossa. Se puder entre e se cadaste e expresse sua opinião!
    https://www.readbooks.com.br/index.php/forum/indice
    Desde já obrigada.

    ResponderExcluir